Depois do rosto, é o abdômen que causa mais problemas com a autoestima das pessoas. E nessa região, o procedimento indicado é a abdominoplastia. 

Afinal, passamos por mudanças físicas normais, como parto, flutuações de peso e o processo de envelhecimento. Tudo isso acaba gerando excesso de pele e gordura que encontram uma maneira de se acumular em torno de nossa cintura. 

Você tem interesse pela abdominoplastia e deseja saber mais sobre ela? Então está no lugar certo. Continue a leitura e saiba tudo sobre o procedimento: 

 

Afinal, o que é a abdominoplastia?

Em síntese, a abdominoplastia remove o excesso de gordura e pele da região do abdômen. Além disso, na maioria dos casos, também restaura músculos enfraquecidos ou separados, criando um perfil abdominal mais liso e firme.

A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico importante que requer semanas para cicatrizar. Dessa forma, os pacientes devem esperar que sua recuperação leve de duas a três semanas. 

É normal sentir dor moderada durante os primeiros dias, embora isso melhore de forma constante. É vital reservar um tempo para se concentrar no descanso e na cura. 

 

E como é feita a abdominoplastia?

Existem diferentes técnicas para fazer a abdominoplastia, mas a mais comum é a clássica. Nela, é marcada a região que será operada e o corte é feito em semicírculo logo acima dos pelos púbicos.

O excesso de gordura e de pele será levado para baixo e na sequência será cortado. Depois, os músculos do abdômen serão posicionados novamente para seu local de origem.

Eles serão costurados juntos e formando uma cinta abdominal. 

Assim como a lipoaspiração, a anestesia pode ser raquidiana ou geral.  Ou seja, a abdominoplastia não é uma operação recomendada para quem tem restrições com anestesia.

É preciso atentar também para quem tem problemas de coagulação sanguínea e reações alérgicas. 

 

Mas para quem é indicada a abdominoplastia? 

Infelizmente, como muitas pessoas descobrem, os exercícios e a dieta alimentar podem não ter sucesso em recuperar a cintura curvilínea de nossa juventude.  

Além disso, mesmo pessoas com peso corporal e proporções normais podem desenvolver um abdômen que se projeta ou é frouxo e flácido. As causas mais comuns incluem:

  • Envelhecimento
  • Hereditariedade
  • Gravidez
  • Cirurgia 
  • Flutuações significativas de peso

Leia mais::: É possível manter os resultados da lipoaspiração a longo prazo?

 

 E o que esperar da pós-cirurgia?

A recuperação de qualquer tipo de abdominoplastia leva de duas semanas a dois meses. No entanto, se você tiver uma quantidade substancial de pele e gordura removidas, você deve esperar uma recuperação mais longa.

A cicatriz abdominal pode não desaparecer significativamente até um ano após a cirurgia. Mantê-la protegida do sol pode ajudar na cura. 

Você precisará usar uma cinta de compressão por baixo das roupas durante o período de recuperação para controlar o inchaço.

Nas semanas após a cirurgia de abdominoplastia, você deve evitar atividades extenuantes e levantar objetos pesados. Mas você também não poderá dirigir por pelo menos um mês.

Depois de obter a permissão do seu médico, você pode voltar ao trabalho e começar a se exercitar. 

 Espero que tenha gostado do artigo. Para mais dicas e informações, me siga no canal do Youtube. Lá estou sempre postando dicas e novidades!