A flacidez facial é uma reclamação recorrente no consultório. Em alguma medida, ela sempre aparece e causa incômodos em muita gente. Mas diferentes soluções têm sido criadas para esse problema e uma delas são os bioestimuladores de colágeno. 

Através desse procedimento é possível diminuir a flacidez da pele e devolver um aspecto mais jovem a ela. Assim como tantos procedimentos com efeitos mais naturais, ele tem feito muito sucesso. 

Cuidados com alimentação e exercícios físicos jamais deixarão de ser necessários. Mas porque não dar um solucionar, de forma segura, os problemas que lhe incomodam através de um procedimento estético? 

Acompanhe esse conteúdo até o final e descubra como os bioestimuladores de colágeno funcionam e como podem dar um up em sua aparência. 

 

Mas o que são os bioestimuladores de colágeno?

Os bioestimuladores são substâncias capazes de estimular o colágeno e promover um efeito rejuvenescedor. Assim, eles minimizam as rugas e flacidez facial de forma natural e gradativa.

A substância ativa a produção de colágeno e melhora a espessura da pele. Os bioestimuladores podem corrigir problemas como sulcos, rugas e cicatrizes. Ele irá melhorar o viço e o brilho do rosto. 

É importante ressaltar que a produção de colágeno diminui naturalmente com o tempo. Conforme o corpo envelhece, ele perde a sua capacidade de produzir essa substância. 

 

E como é feita a aplicação de bioestimuladores de colágeno?

Essa técnica é baseada na aplicação na aplicação do ácido poli-L-lático. A área em que será aplicada é de escolha do paciente e a substância combate a flacidez da pele de dentro para fora.

Outra substância que vale a pena citar é a hidroxiapatita de cálcio. Essa é uma substância biodegradável e biocompatível, que está presente em nosso organismo e que faz com que as células protetoras de colágeno se multipliquem e proporcionam mais firmeza à pele. 

Para exemplificar, podemos dizer que a sua aplicação é muito parecida com a do ácido hialurônico. Isso porque são necessárias seringas para inserir a substância. 

É possível perceber a melhora na pele a partir da segunda sessão. Mas vale lembrar: o colágeno segue ativo por até 18 meses após a aplicação, mas o resultado pode variar conforme o paciente.

Afinal, isso depende da capacidade de cada corpo de produzir colágeno.

Bioestumuladores de colágeno: onde aplicar 

Os bioestimuladores podem ser aplicados em outros lugares além do rosto. Basta ser uma área que sofre mais com a perda de gordura. Ou seja, áreas que ficam mais flácidas e sem definição. As principais são:

  • Bochechas;
  • Queixo;
  • Papada;
  • Pescoço

 

Leia mais:: Procedimentos faciais minimamente invasivos

 

E por fim, um grande diferencial do procedimento

Ótima notícia para quem tem receio de procedimentos estéticos: o bioestimulador de colágeno é biocompatível, reabsorvível e imunologicamente inativo.

Isso significa que ele não gera nenhuma reação alérgica. Então, a aplicação de bioestimuladores de colágeno não oferece riscos à saúde. 

O procedimento também não deixa machucados na pele e não provoca alterações no organismo. 

Mas se tudo isso parece muito atrativo para você, entre em contato comigo e podemos conversar sobre tudo isso. E não esqueça de me seguir nas redes sociais para se manter sempre bem informada sobre procedimentos estéticos.